Programa Atração de Talentos do Governo do Estado no Ceará

Introdução

A gestão de pessoas no setor público é parte estratégica da administração pública. A presença de líderes e servidores qualificados e preparados para os desafios da carreira pública é essencial no processo de fortalecimento da capacidade do Estado em gerar mais e melhores resultados para a população cearense. E é com esse entendimento que o Governo do Estado do Ceará lança o Programa Atração de Talentos, iniciativa pioneira para atrair, selecionar e acompanhar o desempenho e desenvolver pessoas para enfrentar os desafios sociais atuais e futuros do Estado.

Como primeiro objetivo, o Estado iniciará o processo de pré-seleção para cargos em comissão.

Um processo de seleção de pessoal se caracteriza pela busca por pessoas qualificadas para atender um determinado perfil profissional. Assim, de acordo com as competências solicitadas por um determinado órgão ou entidade, é estruturado um procedimento para selecionar aquelas pessoas que mais se aproximam destas competências.

De acordo com o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado do Ceará, “os cargos em comissão serão providos, por livre nomeação da autoridade competente, dentre pessoas que possuam aptidão profissional e reúnam as condições necessárias à sua investidura”. De forma inovadora e baseando-se em experiências internacionais exitosas, o Governo do Estado do Ceará realizará um processo de pré-seleção para os cargos comissionados, como fase inicial do Programa de Atração de Talentos.

O Programa de Atração de Talentos é direcionado tanto ao público interno (servidores e empregados públicos) quanto ao público externo. Para os candidatos que compõe o público interno, é uma oportunidade para demonstrar seus talentos e potencialidades, viver novas experiências e contribuir, ainda mais, com o Ceará. Para os candidatos do público externo, é uma oportunidade de fazer parte de um projeto de Estado que se posiciona como competitivo, inovador e sustentável.

Dessa forma, como grandes objetivos do Estado do Ceará neste processo estão a experiência e os conhecimentos dos servidores e empregados públicos estaduais, bem como a visão externa daqueles que gostariam de contribuir com suas competências para o desenvolvimento do Ceará que não para. Assim, o Estado assegura que as suas funções de liderança sejam supridas de forma profissional, alinhadas ao mérito e à confiança.

O processo de pré-seleção para cargos em comissão será iniciado na Secretaria da Saúde, onde serão pré-selecionados candidatos para seis cargos gerenciais, com o total de 16 posições.

Um processo inovador

O programa utiliza uma metodologia de recrutamento e avaliação baseada em mérito e competências para cargos em comissão e de livre nomeação do Estado, transformando a cultura de gestão de pessoas no setor público por meio de um processo justo e transparente.

As inspirações internacionais para o programa vêm de países que criaram mecanismos modernos de recrutamento para profissionalizar a composição de altos cargos na administração pública. São exemplos as experiências de países da América Latina, como o Chile e o Peru, além de iniciativas destacadas em países como a Austrália e Reino Unido. 

Parceiros do Programa

A Aliança, iniciativa que reúne organizações do terceiro setor, formada pela Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanize e República.org, é parceira do Programa Atração de Talentos do Governo do Ceará. A parceria, que não envolve a transferência de recursos financeiros, foi firmada por meio de um Acordo de Cooperação Técnica entre a Fundação Lemann, representante da Aliança, e o Governo do Estado do Ceará.  

A Aliança tem somado esforços e recursos em projetos que promovem o aprimoramento da gestão pública por meio da produção de conhecimento, mobilização social e estruturação de modelos e boas práticas em gestão de pessoas. A parceria prevê o desenvolvimento de metodologia e estruturação de boas práticas em gestão de desempenho, além da transferência de conhecimento ao Estado.

Em sua fase inicial, para realização dos processos técnicos de seleção e suporte operacional das etapas, o Programa conta com o apoio do Instituto Publix como parceiro técnico. O Publix é uma organização especializada em desenvolver conhecimentos inovadores em gestão e transformá-los em resultados para governos, organizações e pessoas. Nessa iniciativa, tem contribuído com o desenvolvimento e transferência de abordagens, metodologias e instrumentos de gestão para resultados aplicados ao contexto de seleção e desenvolvimento de profissionais destacados para ocupar cargos de liderança no setor público.

Etapas do Processo de Pré-seleção

O processo de pré-seleção consiste nas seguintes etapas:

1

Inscrição online

A inscrição online é o passo inicial do processo a ser realizado pelo candidato. Na inscrição constam dados tais como: nome, login de acesso, e-mail, CPF e senha.

Os prazos de abertura e encerramento das inscrições serão informados no detalhamento de cada vaga. Ao clicar no menu “Inscrições abertas”, o candidato poderá acompanhar os prazos limite das inscrições.

Clique aqui para se inscrever.

2

Cadastro do currículo do candidato

O candidato deverá cadastrar o seu currículo descrevendo a experiência, a formação e os cursos de extensão realizados. Trata-se de etapa extremamente relevante, razão pela qual o candidato deverá realizá-la com a máxima atenção e veracidade.

Ressalta-se que os candidatos aprovados na 1º etapa da pré-seleção, poderão ser convocados a apresentar a comprovação da experiência e da formação cadastradas.

3

Plano de Ação com base na resolução de situação problema

A resolução de uma situação problema consiste na elaboração de um plano de ação pelo candidato, abordando a sua proposta de estratégia estruturada para solução do problema apresentado.

No Plano de Ação, além de uma introdução/contextualização argumentativa sobre a proposta de solução, o candidato deverá desdobrar a sua ideia em um formato de plano estruturado, contendo os seguintes elementos:

  1. Objetivo;
  2. Resultados pretendidos;
  3. Cronograma, envolvendo macroações, ações, prazos e responsáveis;
  4. Marcos críticos (pontos de controle do plano de ação) e respectivos prazos;
  5. Riscos envolvidos e estratégia de mitigação;
  6. Estratégia de comunicação e engajamento dos públicos-alvo.
4

Teste online de raciocínio lógico, interpretação de texto e gestão

O candidato fará um teste online contendo questões de raciocínio lógico, de interpretação de texto e de gestão. O prazo de duração do teste será de 1 hora e, portanto, é muito relevante que o candidato administre o seu tempo a fim de responder o maior número possível de questões.

O candidato poderá pular questões que considere mais difíceis e voltar a elas no momento que considerar mais adequado, respeitando o prazo máximo de 1 hora para o teste online. Vale ressaltar que é responsabilidade do candidato se precaver de ocorrências como queda de energia ou de conexão com a internet.

O teste online estará disponível para resposta pelos candidatos por um período curto a ser informado previamente aos candidatos cadastrados, e consiste em uma das etapas do processo de pré-seleção baseado em competências. Vale ressaltar que determinadas informações fornecidas durante o preenchimento de algumas “características” sobre o perfil do candidato na etapa do Teste online serão confirmadas nas etapas de entrevistas.

5

Entrevista por competências com o especialista

O candidato qualificado nas etapas anteriores será avisado por e-mail e deverá agendar uma entrevista com especialista pelo site. Para tanto, deverá clicar em um campo específico a ser habilitado no momento oportuno e escolher o dia e a hora disponíveis para a entrevista. Em alguns casos, a entrevista poderá ser conduzida por videoconferência. O passo seguinte é estar presente no dia, local e hora agendados para a entrevista com um especialista.

Caso a entrevista seja online, o candidato poderá utilizar computador, tablet ou celular para acessar a plataforma de videoconferência, conforme orientações que receberão no momento oportuno. Contudo, é fundamental que o candidato esteja em local com uma boa conexão de internet e em um ambiente tranquilo para a entrevista, evitando assim contratempos indesejáveis.

6

Entrevista final com o gestor

Os candidatos finalistas, ou seja, qualificados nas etapas anteriores, deverão seguir para a última etapa: entrevista com o gestor.

O candidato terá aproximadamente 20 (vinte) minutos para conversar com o gestor e poderá trazer uma análise complementar sobre o desempenho do candidato, demonstrando ao gestor que a sua proposta está alinhada às características e ao desafio da posição para a qual está se candidatando. Ou seja, espera-se que o candidato tenha clareza dos desafios da unidade ou organização de interesse e que, na medida do possível, aborde soluções para os desafios principais.

Quais são os principais critérios de avaliação?

A avaliação dos candidatos observará:

  • A análise curricular, envolvendo a experiência, a formação e os cursos de extensão realizados;
  • A classificação no teste online;
  • A análise do Plano de Ação com base na resolução de situação problema;
  • A análise de competências por meio de entrevista com especialista;
  • A análise final de mérito e competências por meio de entrevista com o gestor.

As etapas de entrevistas serão realizadas, preferencialmente, de forma presencial na cidade de Fortaleza.

O Perfil desejado

(competências essenciais para o setor público)

O Governo do Ceará está se transformando. A partir de estudos internacionais da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Fórum Econômico Mundial, Governo da Austrália e consulta a especialistas, foram identificados os principais grupos de competências a serem desenvolvidas pelos gestores com fins de suportar e liderar mudanças, bem como entregar mais e melhores resultados à sociedade. Assim, será possível alinhar as equipes de servidores e líderes públicos às necessidades e desafios que estão postos.

Os 7 grupos de competências e seus principais descritores (comportamentos observáveis) são apresentados a seguir:

  1. Visão Sistêmica, Orientação para Resultados e Avaliação Institucional
    • Conhece os fluxos e atividades da organização como um todo e utiliza a visão integrada para realizar suas atividades considerando as interfaces com demais processos institucionais. Além disso, promove ações que favorecem a atuação integrada das unidades visando à mútua colaboração para obter maior efetividade.
    • Planeja o trabalho para executar suas atividades e orientar as equipes com as quais trabalha, de forma eficiente e eficaz.
    • Monitora e analisa indicadores de desempenho organizacionais e setoriais, observando suas evoluções e alinhamento com os padrões estabelecidos; e recomenda ações de melhoria para aprimorar o desempenho organizacional e setorial, envolvendo objetivos, metas, projetos, orçamento e outros elementos relacionados.

 

  1. Liderança, Comunicação e Engajamento de equipes
    • Inspira e motiva as pessoas para darem o melhor de si, com vistas ao atingimento dos objetivos e à obtenção de resultados.
    • Comunica-se de forma clara e precisa, utilizando linguagem adequada a cada ambiente e interlocutor, ouvindo ativamente para compreender o contexto e dar o encaminhamento devido.
    • Demonstra habilidade em fornecer e receber feedback, estimulando o desenvolvimento; e promove o potencial dos membros da equipe com oportunidades e desafios, delegando tarefas e fomentando a disseminação de conhecimentos.

 

  1. Negociação e Solução de Conflitos
    • Administra adequadamente divergências, antagonismos de interesses, ideias e posicionamentos.
    • Demonstra habilidade para articular parcerias internas e externas visando ao alcance de resultados mutuamente benéficos.
    • Consegue dialogar com colaboradores em situações de conflito buscando a conciliação.

 

  1. Tomada de Decisão com base em evidências, análise de dados e legislação vigente
    • Demonstra ponderação e segurança em suas escolhas, analisando dados, informações e alternativas que fundamente a tomada de decisão;
    • Antecipa-se aos fatos, analisando as ameaças, as oportunidades e as alternativas possíveis; e toma a decisão tempestivamente com assertividade e atenção às limitações e potencialidades contidas nas normas e legislações atinentes ao contexto institucional.
  1. Gestão da Estratégia, Projetos & Riscos (da formulação à implementação)
    • Adota metodologias e ferramentas de planejamento estratégico para analisar cenários, identificar oportunidades de melhoria e propor ações de desenvolvimento organizacional, mantendo o alinhamento às diretrizes estratégicas (missão, visão e valores) e aos demais atores para a obtenção de resultados organizacionais crescentes.
    • Apresenta o domínio necessário sobre os conceitos de Gestão de Projetos quanto ao escopo, prazos, custos, riscos, pessoas, stakeholders, qualidade e comunicação, dentre outros; e aplica esses conhecimentos para mobilizar os envolvidos, verificar desvios e promover a realização de projetos bem-sucedidos e alinhados à estratégia organizacional.
    • Analisa riscos possíveis em relação ao seu trabalho ou à organização, procurando as estratégias mais seguras para atingir resultados esperados;

 

  1. Proatividade, Resiliência, Curiosidade e Aprendizado contínuo
    • Atua com empenho, iniciativa e agilidade no atendimento a demandas e na solução de problemas;
    • Visualiza oportunidades de melhoria, propõe e aplica ajustes nos processos de trabalho, demonstrando responsabilidade para antecipar-se e mitigar erros, problemas ou riscos visíveis.
    • Apresenta flexibilidade e foco diante de situações desafiadoras, sendo disposto a aceitar e comprometer-se com mudanças, assim como adaptar-se a novas situações e contextos, desenvolvendo estratégias eficazes e de pronta resposta quando as situações e os contextos mudarem.
    • Procura aprender ativamente e se atualizar sempre que percebe inovações em sua área de atuação; e domina suficientemente os sistemas de informação e softwares relacionados ao seu trabalho, permitindo atuar com celeridade.

 

  1. Resolução de Problemas Complexos e Inovação
    • Estrutura o contexto, a definição do problema, as alternativas de solução e seus impactos antes de direcionar a ação; e procura demonstrar atitude positiva e analisar situações adversas com temperança.
    • Cria e implementa soluções para problemas públicos com criatividade e conhecimento prático que propicia o alcance dos resultados institucionais desejados.
    • Fomenta uma cultura favorável à inovação e contribui para que a equipe introduza novos processos, projetos, serviços, produtos e modelos de trabalho.